DICAS

Um queijo que se adapta ao estilo de cada um

Quem não gosta de, ao fim do dia, chegar a casa, ao nosso cantinho, e sentir que somos recebidos de braços abertos, aconchegados? E há tantas coisas que nos fazem sentir assim, os móveis que vêm com histórias para contar, as fotografias e lembranças de quem gostamos, os cheiros que chegam da cozinha…sentar à volta da mesa com os mais próximos, permite-nos recarregar baterias, e reavaliar as prioridades. E o que seria da mesa portuguesa sem queijo e pão?

O queijo é um alimento que nos dá proteína com a mesma qualidade da carne, do peixe ou dos ovos (e até da soja), e tem até a mesma quantidade em igual porção. Muitos preferem sentar-se à chegada a casa com queijo e pão, uma sopa de legumes variados e alguma fruta da época, compondo uma refeição leve para preparar para uma noite descansada.

Uma alimentação equilibrada, variada e completa, é o que todos nós precisamos lá em casa, dos mais crescidos aos mais pequeninos. Ao longo do dia, a gosto e conforme dá jeito, seja nas torradas do pequeno-almoço, na salada ao almoço, no recheio das sandes do lanche, na mesa da cozinha logo à chegada, ou com o jantar a por em dia a conversa, o queijo vem sempre a propósito!

O consumo recomendado de lacticínios

Sabia que o queijo faz parte do quotidiano do Homem europeu há cerca de 7.000 anos? Este produto alimentar concentrado, muito rico em nutrientes, e fácil de transportar, nunca mais saiu dos lares. Basta pensar em todos os que há séculos o levam no farnel para o dia de trabalho. O queijo equivale a dez vezes o volume de leite, e resiste bastante bem às temperaturas, tendo-se tornado uma tradição levar queijo como proteína, deixando a carne ou o peixe fresco para ocasiões especiais.

Naturalmente sem lactose, o queijo flamengo é bem tolerado, e a sua gordura tem muito pouco colesterol, embora haja sempre a hipótese de preferir as opções em que foi reduzida.

A Roda dos Alimentos recomenda 2 a 3 porções de laticínios por dia, sublinhada pela Direção Geral de Saúde (DGS), em que um dos “10 Princípios da Dieta Mediterrânica em Portugal” é o consumo de laticínios de forma moderada, evitando excessos ou défices. Esta antiga forma de comer, dos povos que vivem perto do Mar Mediterrânico, tem muitíssimas vantagens para a saúde e inclui o leite, o iogurte e o queijo. O queijo, além do cálcio e fósforo, importantes para ossos e dentes, e do zinco, tem também vitaminas A, B2 e B12 e ácido fólico. É fácil perceber porque estas recomendações oficiais incluem queijo!

Maria Paes de Vasconcelos

Outras Sugestões

As Familias: Alimentação: algumas dicas

/ Maria Paes de Vasconcelos

As Familias: Os lacticínios e a roda dos alimentos

/ Maria Paes de Vasconcelos

À MESA

Um amor para sempre

/ Maria Paes de Vasconcelos
06-05-2020
/ Maria Paes de Vasconcelos
28-01-2020
/ Maria Paes de Vasconcelos
28-01-2020
Curiosidades
/ Maria Paes de Vasconcelos
28-11-2019

Um queijo deliciosamente amanteigado,
para todos os dias
e ao gosto de toda a família.

Já conhece a nossa gama?